São Paulo recebe o artista Andreas Marti

andreas-marti_vernissage

Screen-shot-2013-03-08-at-3.03.03-PM

andreas_site1

Andreas Marti
Cutting the Detour


Vernissage:
Sábado 9 Março 2013, 16h-23h

Exposição até 7 Abril 2013

 

Dando continuidade ao projeto LX92, KUNSTHALLE São Paulo convida o artista suíço Andreas Marti (Zurich, Suíça. 1967) para apresentar a exposição Cutting the Detour.

A investigação da realidade não é apenas uma questão da ciência, mas também um vasto campo de possibilidades para discussões e abordagens nas artes plásticas, pois desde os primórdios a representação da realidade, através de meios artísticos, é um dos objetivos da arte. Dessa forma, Andreas Marti disseca a realidade através de meios precisos, como um cientista em busca se suas pesquisas e investigações. Transitando entre as esferas da arte conceitual e minimalista, e incorporando características dos procedimentos científicos, o artista cria para a exposição Cutting the Detour objetos e instalações que dialogam com a arquitetura do espaço expositivo e enfatizam aspectos geralmente ignorados. Para Marti interessa descobrir quais as possibilidades que a arquitectura do espaço expositivo oferece e criar assim objetos que se relacionem com ela dentro das leis da física, levando em consideração conceitos de construção e engenharia.

A instalação Den Sollwert anstrebend, der Standardabweichung nahe und dem Erwartungswert entsprechend II, feita com uma grande quantidade de papel amarrada a uma das colunas do espaço, enfatiza as propriedades dos materiais, tais como o limite até o qual eles podem ser exigidos, seus pontos máximos de tensão, gerando uma nova percepção no expectador. Já a obra Untitled (conceptual painting) discute a questão do peso real do material e aquele gerado pela sensação óptica da intensidade da cor preta. Dessa forma, a obra que consiste em uma pilha de papéis pintados com aguada de nanquim em um degrade do preto para o branco, surge como um objecto cuja base mostra-se muito mais pesada que seu topo, tanto pelo peso real mas também pelo sensação de leveza gerada pela tonalidade clara e pela presença do ar nos vãos gerados pela irregularidade do papel submetido às pinceladas da aguada.

Outras duas obras apresentam-se ainda como pinturas conceituais realizadas nas paredes do espaço. A instalação a A Test of Tests é feita apenas com pigmentos coloridos inseridos em buracos perfurados nas paredes. Já a intalação Cutting the Detour – cujo título dá o nome à exposição – consiste em uma folha de borracha recortada em dois pedaços, o positivo, preso à parede, e o negativo, apoiado no chão. O recorte, feito a partir da silhueta da justaposição de uma colectânea de imagens tiradas da mídia, cria com o contraste da parede um desenho não inteligível, porém familiar.

Outros desenhos podem ser vistos também em obras feitas com grafite sobre a parede e sobre papel, que assemelham-se a organismos microscópicos, muito frequentes em obras anteriores do artista.

Curadoria de Marina Coelho.

Apoio: the Swiss Arts Council Pro Helvetia

Finissage
Domingo 7 Abril 2013, 16h-23h

–––

Sobre Andreas Marti

Andreas Marti (*1967 em Zurique), vive e trabalha em Zurique. Estudou artes visuais na Zürcher Hochschule der Künste ZHDK, em Zurique. Em 2011 realizou uma residência artística em Londres. Desde setembro de 2008, dirige o espaço de arte DIENSTGEBÄUDE em Zurique, onde realiza projetos de diversos artistas. Entre as exposições em que participou estão: a individual The Whole is More Than Twice the Half, com curadoria de Laura Sanchez Serrano e Manon Engel, no Espace Libre (2012), em Biel, na Suíça; Science & Fiction, A laboratory of drawing, com curadoria de Sebastian Utzni, na Galerie Katz Contemporary Zürich (2012); Kult Zürich Ausser Sihl, com curadoria de Michael Hiltbrunner, na Helmhaus Zürich (2012); e a individual Die Übersicht ist Teil des Ganzen, na Galerie Christinger De Mayo (2010), todas em Zurique; a individual Grosser Fund, no escritório do Credit Suisse e no Kunstmuseum Bern (2010), em Berna; Paperworks, no Shanghai Museum of Arts (2010), em Xangai; diversas participações nas exposições anuais Auswahl, na Aargauer Kunsthaus, em Aarau.

–––

Sobre LX92

O projeto LX92 consiste em uma série de exposições de artistas estrangeiros na KUNSTHALLE São Paulo, e tem como objetivo criar um diálogo internacional entre a Capital paulistana e a Suíça, ampliando a cena artística local para as idéias que estão sendo discutidas naquele país e promovendo os artistas. Da mesma forma, os artistas que realizam suas exposiçãões na KUNSTALLE São Paulo, têm a chance de experimentar um contato com a cultura brasileira enquanto instalam suas obras, que na maioria das vezes são desenvolvidas para o espaço exclusivamente. O título do projeto é uma referência ao número do vôo direto que liga Zurique a São Paulo.

 

/////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

LX92 #1

 

Andreas Marti
Cutting the Detour


Vernissage:
Saturday 9 March 2013, 4pm-11pm

Exhibition through 7 April 2013

 

Continuing the project LX92, KUNSTHALLE São Paulo invites Swiss artist Andreas Marti (Zurich, Switzerland. 1967) to present the exhibition Cutting the Detour.

The investigation of reality is not just a question for science, but also a wide range of possibilities for discussions and approaches for art, as since long, the representation of reality through artistic means, is one of the main aims of art. Thus, Andreas Marti dissects reality through precise means, as a scientist questing his research and investigations. Moving between the spheres of conceptual and minimalist art, and incorporating features of scientific procedures, the artist creates for exhibition Cutting the Detour the objects and installations that dialogue with the architecture of the exhibition space and emphasize aspects usually ignored. What interests Marti is to find out possibilities that the architecture of the exhibition space offers and thus to create objects that relate to it within the laws of physics, taking into account construction and engineering concepts.  

The installation Den Sollwert anstrebend, der Standardabweichung nahe und dem Erwartungswert entsprechend II, made with a stack of paper tied to a column of the space, emphasizes the material properties, such as the limit up to which they may be required, their nominal values, generating a new perception in the viewer. The work Untitled (conceptual painting) discusses the question of the actual weight of the material and the one generated by the optical feeling of the intensity of black ink. Thus, the work consists of a stack of paper, which painted with watery ink on a gradient from black to white, appears as an object whose base is much heavier than the top. This sensation is caused by the actual weight, by the lightness of the white tones and also by the presence of air in the gaps generated by the irregularity of the paper submitted to the watery brushstrokes.  

Other two works are shown as conceptual paintings performed on the walls of the space. The installation A Test of Tests is only done with colored pigments inserted into holes drilled in the walls. The installation Cutting the Detour – whose title gives the name to the show – consists of a rubber sheet cut into two pieces, the positive, attached to the wall, and negative, laying on the floor. The frame, made from the silhouette of the juxtaposition of a collection of images taken from the media, contrasted with the wall creates a drawing, which is unintelligible, yet familiar.  

Other drawings can also be seen in works made with graphite on paper and on the wall, which resemble to microscopic organisms, very common in earlier works of the artist.

 

Curated by Marina Coelho.

Posts Relacionados:

Com as tags: , , , , , , , , |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *