Museu de Estocolmo mostra de artista que rompeu com a figuração em 1890

O Museu de Arte Moderna de Estocolmo, Suécia, apresenta até 26 de maio de 2013, uma alucinante retrospectiva sobre a recém descoberta Hilma af Klint, desconhecida artista sueca que rompeu coma figuração antes que Kandinsky e Mondrian, colocando em dúvida a verdade sobre a história da abstração.
Sua história ficou obscura por décadas, pois Hilma estava convendida que o mundo não estava preparado para observar sua produção, a curadora da exposição Iris Müller-Westermann complementa que a artista enfretou a incompreensão das pessoas que a rodeavam. Seus mais de mil quadros ficaram escondidos num porão a a pedido da própria Hilma, que entes de falecer em 1944, aos 81 anos, pediu para que seus familiares só mostrassem os quadros 20 anos após sua morte.
Hilma af Klint integrava um grupo de artistas mulheres conhecido como “As Cinco”, que na década de 1890 se reuniam para praticar o esoterismo e desenhar em estado de semi-Inconsciência.
Embora sua produção nunca tenha sido completamente desconhecida, suas obras permaneciam em uma órbita restrita. Parte de sua família, muito religiosa, não teria apreciado o conteúdo esotérico de algumas telas e preferiram esconder o conteúdo em um armazém. Porém, uma exposição em Los Angeles em 1986 e outra no Centre pompidou em 2008 trouxeram a luz de volta à suas telas. Ambas as mostras tratavam da presença do sagrado na arte contemporânea.
No ano passado uma grande caixa de madeira foi deixada no escritório de Daniel Birnbaum, diretor do museu sueco, nela continham óleos e aquarelas, estudos botânicos de plantas, flores e sementes com incompreensíveis diagramas matemáticos e cerca de 15.000 cadernos com documentação do processo criativo de Hilma.
Depois de Estocolmo, a mostra segue para a Hamburger Bahnhof de Berlim, para o Museo Picasso de Málaga, e em 2014 desembarca em Paris e Nova York.

10

Fonte: Mapa das artes

 

Posts Relacionados:

Com as tags: , , , , , , , , |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *