Cildo Meireles no Itaú Cultural SP

O Itaú Cultural chega à décima edição do projeto Ocupação com a exposição da obra “Rio oir”, de Cildo Meireles. Concebido pelo artista em 1976, o trabalho é pela primeira vez executado e apresentado.

Diferente das outras edições, em que o tema da mostra era a vida e a obra de um artista-referência, dessa vez o projeto Ocupação apresenta um trabalho único, composto de um disco de vinil, cujo áudio poderá ser ouvido no espaço cenográfico criado pelo curador do projeto, Guilherme Wisnik, e pela designer da obra, Noni Geiger.

Um dos lados desse vinil traz uma composição de diferentes sons de rios, captados pelo artista e sua equipe em diversas partes do Brasil: a Estação Ecológica de Águas Emendadas, no Distrito Federal; o Delta do São Francisco, entre Alagoas e Sergipe; a Foz do Iguaçu, no Paraná; e o Rio Araguari, no Amapá; e de águas residuárias, de descargas e torneiras, por exemplo. O outro lado do vinil foi construído com sons de risadas.

No espaço cenográfico ainda serão apresentados imagens e vídeos da expedição que percorreu o país em busca dos sons para compor a obra.

Fonte: Catraca Livre

Posts Relacionados:

Com as tags: , , , , , |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *