Arte em diálogo com o balé

Mesmo com as críticas iniciais, Henri Matisse alcançou fama e fortuna na carreira e é muitas vezes considerado o mais importante pintor francês do século 20. Nascido em 1869 na Picardia, norte da França, o gravurista, desenhista e escultor Henri-Émile-Benoît Matisse estudou direito antes de descobrir seu amor pela arte em 1890, enquanto se recuperava de uma apendicite. Foi na fase de convalescência, quando ganhou material de pintura de sua mãe, que ele disse ter descoberto “uma espécie de paraíso”.

O sucesso chegou já na sua primeira exposição, em 1896. Depois, em 1909, inaugurou mostra em Moscou e, em 1910, retrospectiva em Paris. Dois anos depois, foi a vez de exibir sua produção no Armory Show (Nova York). Também colaborou com a companhia russa de balé de Serguei Diaghilev (1920). Cinco anos depois, na nova versão de O Canto do Rouxinol, de Stravinski, por Balanchine, a cenografia fica sob a responsabilidade de Matisse.

Depois de receber influência dos neoimpressionistas ou pontilhistas, o artista se dedicou à pesquisa de novas técnicas, finalmente desenvolvendo as pinceladas mais brandas e a paixão pela cor pura que se tornariam marcas de sua obra. Morreu em 1954 em Nice, na Riviera Francesa.

Fonte: Estadão

Posts Relacionados:

Com as tags: , , , , , , , |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *